domingo, dezembro 04, 2005

Existencialismo aos 25

Nos dias que correm, 25 anos não são muitos. Há cada vez mais centenários e até aqui em Portugal a esperança de vida já ultrapassa largamente os 70. Ainda assim, à uma velha doutrina que diz que se vamos fazer algo de realmente importante com as nossas vidas, ou o fazemos antes dos trinta ou já passou o nosso tempo... nesse caso o relógio está a contar!
Em 25 anos não se aprende muito, mas como fiz anos, dá-me para o existencialismo e para as dúvidas existenciais. Decidi organizar em adágios aquilo que aprendi à cerca da vida neste quarto de século. Aqui fica:


1 .
A vida é um conjunto de ideias,
pensamentos largados ao mar, perdidos no espaço,
sentidos na carne com o fulgor de um ferro em brasa.

2.
A vida é a maior paixão dos apaixonados
a maior dos dor dos deprimidos
a maior esperança dos amotinados.

3.
A vida é uma longa espera,
um lento definhar para um final inevitável,
o seu resultado final em muito depende daquilo que aprendemos
com aqueles que vamos encontrando pelo caminho.

4.
A vida é um caminho tortuoso,
quanto mais rapidamente o percorremos
mais depressa lhe encontramos o fim.

5.
A vida é uma amora silvestre,
às vezes rubra mas azeda
pode rapidamente tornar-se negra mas doce,
só raramente a achamos rubra e doce.

6.
A vida pode ser o mais divinal dos doces,
mas temos de acrescentar algum açucar nosso.

7.
A vida é um grande mistério,
a mais bela criação do Universo.
Há que aproveitar o pouco a que temos direito.

8.
A vida pode ser um sono recheado de sonhos,
ou um inferno de mil pesadelos,
cabe-nos encontar um rumo entre estes dois extremos.

9.
A vida são todos os pequenos nadas,
tudo aquilo que se passa
entre as ocorências a que costumamos dar importância.

10.
A vida é uma rota de destinos perdidos,
uma meta de propósitos inacabados,
uma memória de lembranças esquecidas.

11.
A vida? A vida, meus caros,
a vida é aquilo que fazemos dela!


Só capaz de ter escrito aqui uma verdade ou duas, só tenho pena de eu próprio não respeitar estes adágios na minha própria vida...
Já agora só mais um, tirado de um dos meus filmes favoritos, o "Forest Gump": Life is a box of chocolates, you never know what you're gonna get.

9 comentários:

Ana disse...

Parabéns Pedro! Beijinhos

Lótus Azul disse...

Bom Post Pedro! Para 25 anos, já vais pensando umas coisas.

Não concordo muito com a teoria do antes dos 30.

Fiz coisas importantérrimas aos 2 anos e meio, e espero fazer outras ainda mais importantes aos 57, mais coisa, menos coisa.

Muitos beijinhos.

Paulo disse...

parabéns!

e que tal esta: "life's a bitch and then you die..."

mau era não ter problemas existenciais... (mas é verdade que nos 20 e qualquer coisa é que eles começam a aparecer de forma mais forte e continuada...)

Queirosene disse...

Parabéns Caramelo! Dia 17 temos que comemorar o aniversário na terra dos mangalhos! Mais uma frase de vida: " Jet set ou não, todos cagam sentados". Abraço

Lótus Azul disse...

Há quem o faça de cocoras, ou na fralda, queirosene...
E o Pedro já tem um compromisso no dia 17!

Pedro disse...

Pois é johny, já tenho um compromisso para dia 17! Mas se ficares uns dias pela terra dos mangalhos podemos ir beber uns copos até cair. 1/4 século é só uma vez!

Pedro disse...

Quanto ao "life is a bitch and then you die", as vezes que já me apanhei a mim próprio a dizer isso, quando vou sozinho do trabalho para casa, naqueles dias que são para esquecer...

Queirosene disse...

Vou estar na terrinha até 2 dias depois da noite do bacalhau c batatas. Temos mesmo que ir comemorar, já que eu tb faço 1/4 de seculo para a semana.Assim devo ir pra terra la para dia 18. Dps diz qq coisa. Abraço

Pedro disse...

Por acaso estava a referir-me ao teu 1/4 de século, não ao meu! Já agora, em que dia é? 21? Eu para datas de aniversário sou uma desgraça...
Os 2 juntos já vamos em 50 anitos, hã?