quinta-feira, janeiro 19, 2006

Início da Vida

O momento em que se inicia a vida à muito é tema de debate, tanto no campo científico como religioso ou filosófico. Propostas são muitas: no momento do nascimento, no momento da concepção, quando o bebé respira a primeira golfada de ar, quando a mãe sente pela primeira vez o feto a mexer-se, quando o coração do embrião começa a bater, quando se inicia a actividade cerebral, etc.
Em proponho outra hipótese, um pouco mais tardia. A vida começa uns tempos depois do parto (não tenho experiência suficiente com bebés para saber quanto), quando finalmente temos força suficiente para erguer a cabeça por nós próprios. É que se virmos bem a coisa, o resto da vida, daí para a frente, é uma luta para a manter erguida.

2 comentários:

Lótus Azul disse...

Há muito tempo que não lia nada tão bem pensado! Mas apenas no sentido metafórico da cena. Porque para mim a vida humana existe a partir do momento em que é pensada e desejada.

Pedro disse...

Sim estava a ser metafórico!

A minha crença é mais no momento do nascimento, quando iniciamos uma existência (quase) independente.