sexta-feira, maio 05, 2006

A felicidade numa peça de roupa

Não, este não vai ser um artigo ao estilo dos que aparecem nas revistas femininas, estilo Maxima e afins. Não se trata de ser feliz devido a uma peça de roupa em particular, mas sim sentir-me muito mais feliz quando posso usar um tipo de peças de roupa: calções.
Sim, agora o tempo aqui na Holanda está tão bom que aqui moi même se pode dar ao luxo de saír de casa de calçonito sem correr o risco de ter de ver uma perna ser amputada devido à hipotermia. E a verdade é que o simples facto de andar de calções me faz sentir incrivelmente mais alegre é como se o peso extra das pernas das calças representasse o peso dos problemas que me afligem. De calções, sem peso extra e com as pernas a respirarem livremente, como faziam nos felizes tempos primordiais em que os nosso antepassados vagueavam pelas savanas da forma que vieram ao mundo, sinto-me bem!
Não que eu goste de nudismo, sou demasiado envergonhado para isso, mas acho que as pernas merecem ver a luz do dia com mais frequencia, quanto mais não seja para exibir a bela pelagem latina (não muito densa, à que admitir) que as cobre...
Caros leitores, não liguem ao que aqui escrevo... andei o dia todo com a cabeça ao Sol, o que já me deve estar a afectar os neurónios.

2 comentários:

Queirosene disse...

devias deixar crescer o bigode e usar camisa aberta até ao cotão do umbigo. Não te esqueças que agora és um "embaixador" de Portugal!

Pedro disse...

grande queirosene! Exacto, um embaixador, sempre a manter "embaixo" a imagem de Portugal!