quarta-feira, maio 31, 2006

Diário do Frio

31 de Maio

Ultimo dia de Maio, Junho à porta. Junho, o mês do Verão, acordo a imaginar aquele tão familiar aroma a maresia misturado com o cheiro adocicado dos protectores solares. Pele aquecida pelo braseiro do Sol, mergulhos refrescantes no oceano. Andar pela rua só de calção de banho e sandálias, com uma t-shirt pronta a ser rapidamente lançada à areia antes de uma corrida até ao mar...
Acordo, levanto-me, olho pela janela para admirar o cinzento chuvoso que cobre esta terra, calço as meias mais grossas, visto as calças, a t-shirt, um polar, um camisolão de lã da Serra da Estrela, calço as botas, visto o impermeável. Saio à rua e a primeira rajada de vento gela-me até aos ossos...

3 comentários:

Lótus Azul disse...

Oh amigo, tu vem-te embora daí que isso não faz bem à saúde de ninguém! ;)

Stela disse...

E nao dava para dares mais umas voltas ao fim de semana, ou isso? Eh que estar no fim do mundo (= Friesland - o nome diz tudo...) sem entretenimento nenhum eh nao so mau como perigoso. Espero que o sol volte a Holanda em breve, porque eu estou quase a voltar tb, vou ver se trago um pouco do solzinho que faz aqui em Houston.

Pedro disse...

Claro que sim, todos os fins de semanas dou uma volta.
Hoje fui passear a Drenthe