domingo, maio 14, 2006

De bicicletas percebem os holandeses

Meus caros, se estou a escrever este post é porque os musculos dos dedos são os unicos que ainda mexem depois do dia de hoje...
Tudo começou ontem com a minha infeliz ideia de dizer aos dois alunos do meu orientador que estão a colaborar no meu trabalho que era uma boa ideia darmos um salto ao campo hoje bem cedo para fazer umas coisas que não deviamos deixar para segunda-feira. Tivemos de acordar às 6 da manhã... Robert e Elzemik vocês são uns santos, eu, o culpado, é que acordei rabujento e eles estavam já prontos a trabalhar com tudo o entusiasmo, aparentemente imunes à enormissima violação dos direitos do homem que é fazer alguem acordar a essas horas num domingo.
Depois, despachado o trabalho por volta das 9, levei-os, como tinha já prometido antes, a passear a Terscheling, uma das ilhas Frísias. Na verdade só levei a Elzemik porque o Robert cortou-se à ultima hora para ir ter com a namorada (compreensível). Agora chega a parte importante do e-mail. Nunca achem que serão capazes de acompanhar uma holandesa num passeio de bicicleta, mesmo que ela seja pequena e de aspecto franzino e fraquito. Como é habito nas ilhas, alugamos bicicletas para dar a volta à ilha, é uma maneira agradável de se passar um dia, mas quarenta quilometros depois, a rapariga continuava a pedalar, fresca como uma alface, enquanto que aqui o velhadas tinha que pedir licença a uma perna para dar uma pedala com a outra enqunto me esforçava para não me lamentar demasiado dar dores que me fustigavam dos pés à cabeça (não havia escapatória, tinhamos mesmo de regressar ao barco a tempo de regressar ao continente).
Foi um passeio muito giro e Terscheling é um sitio que mereçe ser visitado, mas... ai... ai... que dor!

5 comentários:

Lótus Azul disse...

E por acaso ela não era uma "holandesa" moreninha chamada Rosa Mota, não?

Filipe disse...

Eu acho que o outro gajo é capaz de se ter cortado para deixar dois pombinhos numa tarde romântica :))) HEHE

Pedro disse...

Acho que a Rosa Mota era mais a pé, não sei se também andava de bicicleta... E esta é mais para o loura.

Fil, só porque agora és um homem casado isso não te dá motivo para dares uma de alcoviteiro. Isto já não nada de inocente neste mundo!!!!

P.S. Filipe, estou desapontado, estava à espera de um comment teu com uma boca do género: "cá para mim tu não tens pedalada para as holandesas".

Ju disse...

LOL! Fartei-me de rir...!

Filipe disse...

Bom, não teres pedalada para as holandesas é tão óbvio no teu post que decidi, (visto ser um homem casado e responsável) dar uma de romãntico e referir-me apenas aos dois pombinhos num passeio de bicicleta.

Mas deixa lá que nao perdes pela demora :) Muahahaha.