quarta-feira, março 01, 2006

Filosofia de Ponta I

Começa aqui uma nova rubrica deste blog. Não sei se virá a ser regular, sazonal ou se se voltará sequer a repetir, a ver vamos. Chama-se "Filosofia de Ponta" e pretende trazer à baila questões pretinentes da vivência do homem moderno, diria mesmo: as questões que realmente interessam. Trata-se de uma rubrica destinada aos bloguistas masculinos, mas caras leitoras, sintam-se à vontade para lerem e comentarem à vontade.

Ora para a "Filosofia de ponta" de hoje, a questão que nos assola à meses, desde que a série estreou. No "Desperate Housewives", Terri Hatcher ou Eva Longoria?

Começando por dizer que só sei que nada sei, deixo a minha humilde escolha à vossa consideração. Eu cá escolhia a Terri.

11 comentários:

Paulo disse...

por muito que atraiam as mulheres com cara de caveira, eu cá escolho a eva. se bem que qualquer uma delas precisa de uns (muitos...) quilinhos naquele corpo. ó mulheres, comam!

abraço

ps: quando é a ida para os países baixos?

Filipe disse...

Entre essas preferia a Eva. Estou totalmente de acordo com o Paulo relativamente a que essas meninas têm de ganhar uns kilitos.

Anónimo disse...

Caro Pedro: Não leves a mal, mas quando escreves "assola à meses", deverias escrever "assola há meses". Ai, essa ortografia !

Catarina disse...

Para além do "pretinente", que deveria ser "pertinente"... mas deixa lá, entende-se na mesma;) Queria só comentar que o facto de estarem a comparar estas duas actrizes só abona em favor da Terri Hatcher, que realmente já deve estar nos seus 40 anos e continua com um corpo invejável.

Mas mesmo assim acho a Eva Longoria mais bonita;)

Lótus Azul disse...

1- A mim parece-me que não há necessidade de anonimato para chamar à atenção de alguém. O anonimato confere a uma questão extremamente simples (um erro ortográfico que ainda assim não faz com que o sentido do texto se perca), se transforme numa questão grave.

Eu, Lótus, acho que tu, Pedro devias ter mais atenção à forma como escreves. Mas apenas, se para isso não deixares de ser espontaâneo naquilo que escreves.
Até porque desde que toda a gente te entenda, a verdade é que isto não é propriamente um concurso literário, portanto...

2- Acho a Eva mais gira. E acho que as mulheres devem comer à medida da fome que têm. Comer era um instinto normal no ser humano, como dormir e fazer xixi. De repente começamos a racionalizar tudo e vamos das anoréticas às bulímicas com uma pinta do caraças. Dá para ouvir o organismo e comer quando ele pede? Dá?

Pedro disse...

Pronto vou passar a ter mais atenção à ortografia. Eu sei escrever, hã, mas acabo sempre por escrever os post um pouco à pressa...

Quanto aos "à" e "há" admito que sempre foi uma das minhas grandes dificuldades de português...

Filipe disse...

Venho aqui em defesa do Pedro. Acho que o rapaz no seu blog tem todo o direito de escrever como quiser. Quem não gosta pode ir à rua ver se há chuva caindo à volta do bilhar grande que lá há. Principalmente se esse alguém não tem coragem para se identificar.

Gemini disse...

Terrivelmente original... PREFIRO A EVA! Com comida ou por comer.. perdão... ou sem comida.
Eu nem penso duas vezes e custa-me a perceber esta questão! E a outra nem sequer fica em 2º lugar - esse dou à ruiva empromada... fetiches... LOL
Quanto à ortografia: está porco criticar no anonimato. Pedro: para saber de colocas o "h" em "há" ensinaram-me assim: pensa em termos de HAVER TEMPO. ;-)
Eu escrevo 1000 vezes pior!

Catarina disse...

É engraçado, eu tb aprendi assim, em termos de HAVER TEMPO;) Mas olha que eu nao te estava a criticar, eu muitas vezes tb tenho que pensar duas vezes como se escreve certa palavra, enfim, malefícios de passar o dia a falar outra língua parecida com o português, era bem melhor se fosse totalmente diferente, porque assim nao começava a falar portunhol em vez do português correcto...LOL

Gemini disse...

Eu também jà estou com problemas e ainda sò cà estou hà (là està, de Haver...LOL) alguns mesitos! jà me vejo falar uma lìngua hìbrida como os meus familiares de cà!Aquelas palavras de ligação como, enfim, na verdade, afinal, então, no entanto, portanto, etc são as que se metem mais sem nos darmos conta!

Pedro disse...

Também conheço esse truque do "haver tempo", mas não funciona sempre...

Quanto à escolha da Terri, uma das razões é provavelmente o facto de a Eva Longoria ser a escolha mais con(sensual)... viva o direito à diferença!