segunda-feira, setembro 25, 2006

Verdes Anos

Esteja onde estiver, por mais longe que me sinta de casa, é impossível ouvir a música do "Verdes Anos" da autoria do grande mestre Carlos Paredes e dedilhada ao seu estilo inconfundivel numa guitarra portuguesa, e não me sentir de imediato de volta a Portugal.
Agora que já não estás entre nós, estejas onde estiveres, um grande bem haja para ti Carlos!

6 comentários:

Zorze disse...

Um dedilhado único e nosso: Português! Que tal as holandesas, hum?

Pedro disse...

Muito vistosas, mas na verdade não chegam aos calcanhares das portuguesas ;)

Homem Traste disse...

Fala-se de guitarras ou de mulheres por aqui? Bom, adiante! Eu também gosto muito de suecas...

Filipe disse...

Segundo um estudo feito há uns anos, o cruzamento entre portugueses e irlandesas era o mais perfeito. Vá-se lá saber porquê....

Agradecem-se umas fotos espia das Holandesas para nós, leitores fiés deste blog, podermos avaliar segundo os nossos gostos.

O Carlos neste momento já deve ser apenas um monte de moléculas em fase de mineralização.

Pedro disse...

Não querendo parecer demasiado mistico, ele pode ser apenas moleculas em mineralização, mas continua bem vivo na musica que nos deixou.

Homem Traste disse...

Muito obrigado pela visita. Bom, acho que o Filipe tem razão. Queremos holandesas - acho que estás numa posição favorável para, um dia destes, lhes dedicares um post! Fica bem.