quinta-feira, junho 16, 2005

O primeiro dia...

Este blog vai de mal pior, não tive um unico comment desde à umas duas semanas! Como a ultima vez que tive um comment foi como resposta a um post com um poema vou tentar de novo, pode ser o "primeiro dia" do resto da vida deste blog. O poema é lindissimo e bem conhecido por ter sido musicado pelo Sérgio Godinho, aqui fica:


A princípio é simples anda-se sozinho
passa-se nas ruas bem devagarinho
está-se bem no silêncio e no borborinho
bebe-se as certezas num copo de vinho
e vem-nos à memória uma frase batida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida

Pouco a pouco o passo faz-se vagabundo
dá-se a volta ao medo dá-se a volta ao mundo
diz-se do passado que está moribundo
bebe-se o alento num copo sem fundo
e vem-nos à memória uma frase batida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida

E é então que amigos nos oferecem leito
entra-se cansado e sai-se refeito
luta-se por tudo o que se leva a peito
bebe-se come-se e alguém nos diz bom proveito
e vem-nos à memória uma frase batida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida

Depois vem cansaços e o corpo fraqueja
olha-se para dentro e já pouco sobeja
pede-se o descanso por curto que seja
apagam-se duvidas num mar de cerveja
e vem-nos à memória uma frase batida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida

Enfim duma escolha faz-se um desafio
enfrenta-se a vida de fio a pavio
navega-se sem mar sem vela ou navio
bebe-se a coragem até dum copo vazio
e vem-nos à memória uma frase batida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida

E entretanto o tempo fez cinza da brasa
e outra maré cheia virá da maré vaza
nasce um novo dia e no braço outra asa
brinda-se aos amores com o vinho da casa
e vem-nos à memória uma frase batida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida


Artur Miguel Dias

3 comentários:

AiR disse...

lol... Correcção: os últimos comments foram sobre aquele comentário da publicidade e do trânsito... Este poema já conhecia, mas do ponto de vista musical ;) MAS fiquei a saber quem o escreveu :)

Pedro disse...

Muito verdade. Parece que gajas semi-nuas também ajudam a gerar comments. Não tinha pensado nisso!

Filipe disse...

Viste, parece que animaste isto! Tenho de fazer o mesmo no meu blog... ai, mas falta-me a paciência...
Hummmm lembro-me do post da lingerie... hummm Acho que metia uma figueira sem figos mas com boas curvas que anuncia o 'triunfo' de qualquer coisa que agora não me lembro bem (é que foi-me o sangue para outros sitios que não o cérebro)...
Vá pá, não percas a esperança que a vida é bela e continua a postar que os comments hão-de aparecer. Muahahahaha