quinta-feira, novembro 03, 2005

Quintas-feiras culturais XI

Mais uma quinta-feira, mais um dia cultural. Hoje regado com muita chuva.

Deitar-me
Deitar-me uma noite na cama
Virar a cara para o lado
E dormir

Dormir, e dormir anos
Dormir anos a fio
E não pensar mais em ti
Não pensar mais na vida
Cair no prazer de um sonho
Eterno

Cair, deixar-me cair
Num poço sem fundo
Num poço sem fim
Deitar-me uma noite na cama
Virar a cara para o lado
E dormir

7 comentários:

Lótus Azul disse...

E quem é o ilustre autor deste verdadeiro sono dos justos?

NoKas disse...

....... tb quero saber

Pedro disse...

É anónimo.

Lótus Azul disse...

Anónimo... e apaixonado!

À parte dos motivos dele, que o levávam a querer dormir um sono (sonho eterno), a verdade é que ás vezes, quando a cama está assim muito quentinha e saborosa, acho sempre que os seres humanos deveriam ter uma vida muito mais longa, mas com direito a hibernação sazonal... e para todos ao mesmo tempo... porque não gosto de perder pitada do que se passa no mundo... só hibernaria com gosto, se os outros hibernassem todos ao mesmo tempo.
beijinhos Pedro

Pedro disse...

Isso da hibernação era uma granbde ideia!
Ainda esta semana andem a acordar cedissimo todos os dias (entre as 5 e as 6.30) e quando cheguei a sexta feira já sonhava com o fim-de-semana em que podia dormir um pouco mais...

Claro que não dormi assim tanto porque já tinha o relógio interno para acordar cedo, mas só não acordar ao som do despertador já foi uma benção.

Zorze disse...

Camarada Pedro, estas quintas-feiras são selectas como o autor do blog em questão... mas por que razão estou a dar graxa?..., não, não preciso de guito... já fiz as compras do mês... já paguei a TV Cabo... bom, se calhar é por que são selectas mesmo! Muito boa escolha, caro Pedro - tu estás lá!!!

Pedro disse...

Obrigado zorze. Um abraço muito selecto para ti!