domingo, outubro 30, 2005

Os Senhores da Guerra


Hoje fui ver o Senhor da Guerra, um filme como o Nicholas Cage, sobre um traficante de armas. Adorei o filme e recomendo vivamente. A interpretação do Nic Cage está brilhante, mas acima de tudo gostei da história. O filme conta a história do tal traficante, desde o seu inicio pereclitante no bairro russo de Nova Iorque até se tornar um dos mais bem sucedidos vendedores de morte e destruição do mundo. O filme, inspirado em factos reais, mostra esse mundo paralelo dos homens que se mexem nos bastidores para manter acesos todos os conflitos e banhos de sangue que nos enchem as notícias. Simples, directa e impiedosa, a história mostra-nos a questão do mercado de armas sem tabus, desde o lado humano de como alguém se pode tornar uma personagem tão vil (ele fazia-o porque aquilo era o que ele era realmente bom a fazer), até aos aspectos históricos, de como o trafico foi evoluindo ao longo das ultimas décadas, durante a guerra fria, no pós-guerra fria, até ao actual caos político mundial. Fala também do lado político, acabando o filme com uma constatação simples (não estou a revelar o final do filme, esta constatação é simplesmente uma frase que aparece depois do filme acabar, ao jeito de epílogo): os maiores traficantes de armas do mundo são os governos dos EUA, China, Reino Unido, França e Rússia, coincidentemente os 5 membros permanetes do conselho de segurança da ONU e, como tal, aqueles que mais poder têm sobre as guerras que vão grassando por esse mundo fora. É perverso, é nojento, e é o mundo em que vivemos!

6 comentários:

Lótus Azul disse...

Vês porque é que não acredito que a tua categoria seja aquela em que aturas placidamente os outros, por mais obtusos que eles sejam?

És inconformado, é o que és... pelo menos indignas-te,...e isso é bom!

Pedro disse...

Dizes isso porque nunca me viste em pessoa... Sou muito incorfomado no que respeita às grandes questões e tenho os pontos de visto muito bem estabelecidos. Já no que respeita ao dia a dia a coisa é bem diferente!
Mas até aé me tenho sentido muito mais "inconformado" ultimamente.

Lótus Azul disse...

Pois então não faltes ao jantar de Dezembro... para que possamos discutir as grandes questões!

Queirosene disse...

A propósito, os EUA estão a levar a tribunal um ditador por ter usado armas químicas contra populações inocentes (curdos). Há 30 anos os EUA despejaram milhões de litros de armas químicas (agente laranja) durante a guerra do Vietnam. Já para não falar no urânio empobrecido usado nas ogivas da NATO, etc , etc...
Quem é que devia estar em tribunal?!
Sim, tenho uma costela anti-americana!!!

Zorze disse...

Resumindo e concluindo: Uma barra de ferro em brasa pela peida do Bush acima!!! Abraço alienado... by the way, se o filme for mau, pagas-me o dinheiro do bilhete ; )

Pedro disse...

É o pagas!!!

Quanto aos EUA, acho que à por lá muitos mais gajos a merecer o tal ferro em brasa além do Bush. A começar pelo paizinho dele!