quarta-feira, julho 13, 2005

Sugestões de leitura fantástica


Hoje vou deixar uma sugestão de leitura. A tetralogia Earthsea (ou Terramar na versão portuguesa) de Ursula le Guin. É um clássico da literatura de fantasia e uma obra genial, ao nível do Senhor dos Anéis, mas escrita num estilo bem diferente. São quatro livros que retratam a vida de um feiticeiro, desde a sua juventude à velhice, passando-se tudo num mundo fascinante, constituido por um enorme arquipelago com imensas ilhas, rodeadas por um mar imenso, que alguns acreditam ser infinito. Neste mundo a magia existe, contudo ela é contextualizada como sendo mais uma forma de sabedoria e menos algo de esotérico, de uma forma que me agradou bastante.
Não vou contar as histórias porque elas merecem realmente ser lidas, mas tratam-se de livros fascinantes que prendem a imaginação da primeira à última página. Eu li no inglês original, que ainda por cima tem a vantagem de ter uma edição 4 em 1 que sai bastate em conta e existe na FNAC na secção internacional, mas a Presença editou os livros em português, infelizmente, e como é hábito neste tipo de obras, estão editados numa colecção de literatura infantil-juvenil e por isso as capas dos livros em português têm um ar absurdamente infantil que, pelo menos a mim, tira um bocado a vontade de ler... também não sei se a tradução é boa, mas sendo a Presença uma das melhores editoras portuguesas tenho quase a certeza que sim.

Já que estou numa de anunciar sugestões de leitura, vou referir o Filipe Faria, que começa já a ser um caso sério da literatura portuguesa. É um rapaz de 23 anos que anda a escrever um obra de fantasia que, penso, terá no final 7 volumes, estando os 4 primeiros já editados. Chama-se Crónicas de Allarya e esta sim é uma fantasia bem ao estilo do Senhor dos Anéis, que está bem escrita, é interessante e até empolgante. Não será uma obra-prima, e ninguém quererá equiparar o Filipe Faria a um JRR Tolkien, a uma Ursula le Guin ou a um CS Lewis, mas é uma lufada de ar freco no panorama literário português e merece sem dúvida ser lido. Tem também o particular valor de serem livros que caírão muito bem num público mais juvenil podendo fomentar a leitura na juventude cada vez mais playstation-dependente!
Muitos parabéns Filipe Faria, já li os 3 primeiros livros e estou ansioso por começar a ler o quarto que comprei na feira do livro e está lá em casa em lista de espera.

4 comentários:

NoKas disse...

irei averiguar!!!!!!

Ju disse...

Fiquei curiosa com o primeiro livro. Eu não li o Senhor dos Anéis, mas devo confessar que não gostei muito dos filmes, por isso tenho uma certa aversão a tudo o que seja do Tolkien. Mas já me garantiram que o livro é muito melhor. Bom de qualquer modo vou ver se encontro esse livro de que falas.

Pedro disse...

Eu gostei dos filmes, mas os livros do senhor dos aneis são obras-primas. Não deixes de os ler só porque não gostaste dos filmes (aliás, provavelmente se tivesses lido os livros antes até terias gostado mais dos filmes).
Quanto aos livros de Earthsea que falo no post, talvez até tenha gostado mais do que dos do senhor dos aneis!

Filipe disse...

Esqueceste-te da Jean M Auel que para mim é a o equivalente feminino do Tolkien. Um espectáculo. Já agora fica a sugestão. Neste caso é editada em português pela Europa América e o inglês original encontra-se também na secção internacional da Fnac.
P.s.-O que seria de nós ávidos leitores sem a FNAC?? Fica a pergunta.