sábado, agosto 14, 2010

Ciência de esquerda


Pessoalmente, sempre fui "de esquerda". Ainda era muito miúdo e já me parecia óbvio que a única forma de organizar a sociedade era através da igualdade, da justiça social, mais tarde juntei a estes dois princípios um controlo eficaz do mercado, para evitar o domínio desconcontrolado dos grandes tubarões. Por outro lado, os ideais de esquerda são naturalmente favoráveis à grande maioria da população, enquanto que as ideias de direita não só se baseiam na manutenção de uma sociedade injusta como são favoráveis`apenas a uma pequena percentagem da população, os 5-10% mais ricos e poderosos.
O que escrevi acima pode parecer uma simplificação exagerada, mas é exactamente assim que funciona a ciência, simplificar a complexidade natural para encontrar os padrões básicos que a governam. Modéstia à parte, sempre tive algum jeito natural para detectar padrões, talvez por isso estas questões políticas me pareceram sempre simples e me pareceu profundamente incompreedível porque razão alguém, não estando nos tais 5-10% mais ricos, haveria de votar nos partidos de direita.
Ao que parece não fui o primeiro a pensar aplicar os métodos da ciência à política e nomeadamente à economia. O que é que se descobriu? Exactamente, ao aplicar ideias da ciência à economia ficou provado que as ideias de esquerda estão naturalmente correctas:

"There is a tendency for unregulated trade to create ever-increasing disparity between rich and poor. One consequence o this is that market fluctuations also increase: the market becomes less stable and more likely to crash. So the researchers argue that a social policy which aims to raize the wealth of the poorest members of society is not just the humane duty, but also a vital interest for the health of the markets - a form of enlightened self-interest"
In "Critical Mass" by Philip Ball

Não só as ideias de esquerda são socialmente justas, como o controlo dos mercados financeiros, aquilo que a direita repúdia acima de tudo, garantem a saúde do sistema financeiro, exactamente aquilo que a direita supostamente pretende defender acima de tudo...

2 comentários:

Stela disse...

Ena, mudaste a decoracao do estamine! Esta muito bonito, sim senhor!! Em analogia com a teoria de seleccao natural, os de direita acreditam na sobrevivencia do mais forte, mas esquecem-se que muitas estrategias que sao beneficas a curto prazo podem levar a extincao da populacao a longo prazo... A seleccao natural tem vista curta, e os eleitores tambem.

Pedro Lourenço disse...

Bem visto! Gostei da comparação. Aliás já tinham tentado usar a teoria da evolução para apoiar ideais fascistas na primeira metade do sec. XX.