quinta-feira, dezembro 21, 2006

Quintas-feiras culturais XXXIII

Porque além de um inevitável insatisfeito também sou um inevitável romântico... fica aqui hoje um poema do Tom Jobim e do Vinicius Moraes, que todos devem conhecer da versão cantada pelo Caetano Veloso

Eu sei que vou te amar
Por toda a minha vida eu vou te amar
A cada despedida eu vou te amar
Desesperadamente eu sei que vou te amar
E cada verso meu será
Pra te dizer que eu sei que vou te amar
Por toda a minha vida
Eu sei que vou chorar
A cada ausência tua eu vou chorar
Mas cada volta tua há de apagar
O que essa ausência tua me causou
Eu sei que vou sofrer
A eterna desventura de viver
A espera de viver ao lado teu
Por toda a minha vida
António Carlos Jobim & Vinicius de Moraes

2 comentários:

Lótus Azul disse...

ohhhhhhhhh!
***

lua de papel disse...

Lindo, esse poema!
Um bom ano de 2007 e que assim continues escrevendo..um amor que se deseja eterno.
Um beijo da Lua!