quinta-feira, outubro 26, 2006

Space above and behond

Domingo, 23 de Janeiro de 4677

Hoje visitamos o planeta Gedfel, um pequeno planeta num sistema ali para os lados do Enxame Central. Mal saí da nave de aplanetagem, percebi que o dia ía correr mal. Os sensores expectrais não identificaram o tipo de solo correctamente e aplanetámos num lago de areias movedicas, ainda eu não tinha descido a rampa e já a nave se tinha comecado a enterrar.
Depois de duas hora de trabalho árduo com os desmaterializadores autossincrónicos, lá conseguimos libertar as pernas de aterragem e deslocar a nave para um local mais firme.
Novamente saí da nave para a encontrar desta vez rodeada por nativos, infelizmente, alguém da equipa de navegacão cometeu um erro e estavamos no continente errado, estes eram os nativos maus, não os bons a quem iamos oferecer ajuda. Comecaram quase de imediato a disparar projecteis metálicos com pequenas armas de explosão, não fora o meu colete de policromílio assetinizado e lá teria o médico de bordo de passar umas horas a refazer novamente a minha matriz orgânica. Perante a ameca óbvia, não tivemos outra alternativa que não fosse recorrer novamente ao desmaterializador autossincrónico. Felizmente, antes de dessincronizarmos a matriz de um dos nativos alguém lembrou, bem, que desde o acidente de Marketon 3, foi proibido o uso de desmaterializadores em seres vivos orgânicos, aparentemente porque o processo pode ser excessivamente doloroso para as vítimas e também porque em pelo menos um caso um pequeno satélite foi destruído no processo. Disparamos antes a nossa arma secundária, um robot dentista autoprocessável que imediatamente desbaratou as forcas inimigas com ameacas de desvitalizacões e brocagens sem anestesia.
Rumamos finalmente ao continente certo, só para descobrir que um velho satélite de comunicacões Vespertiliano tinha caído sobre a principal cidade dos nativos bons, tendo eliminado numa onda de fogo e destruicão toda a sua jovem civilizacão numa questão de poucos minutos.
Sinceramente, à anos em que nem vale a pena não saír das câmaras de hibernacao instantânea...

2 comentários:

Filipe disse...

é por isso que eu ando sempre com o meu: http://www.tecnoregalos.com/anakin-skywalker-sable-p-896.html

Zorze disse...

Bateste com a cabeça na parede?! Abraço!!