sexta-feira, maio 20, 2005

Festival islâmico

Este fim de semana vou ao festival islâmico, em Mértola. Para ser honesto não sei muito bem ao que vou, umas amigas convidaram e pareceu-me uma maneira muito mais interessante de passar o fim de semana do que ver as 587 antevisões da jornada e todos os detalhes sobre como o campeonato vai ser decidido. No domingo vou pensar nisso, mas até lá venham esses árabes e encham-me de cultura monhé até eu rebentar!
Na verdade não sei nada sobre os islâmicos. Nem sei bem se é correcto chamar-lhes árabes. Eu tenho a vaga ideia que árabe referece a uma etnia e não tem nada que ver com a religião deles, mas por outro lado não sei se existem árabes que não sejam muçulmanos... por exemplo, os isrealitas não são árabes? Nesse caso seriam árabes judeus o que confirmava a minha teoria.
Para dizer verdade vai ser fixe. Não me agrada ter aquela visão americanizada do conceito de islamico, como sendo os gajos que se vestem com uma espécie de pijamas sujos e toalhas na cabeça, que vivem em desertos, espancam as mulheres e passam a vida a por bombas em todo o lado. Claro que não é assim que eu os imagino, mas tenho ainda um bocado aquela ideia do árabe a andar de camelo e armado com um alfange, como no tempo das cruzadas, o que imagino não ser uma boa imagem da realidade islâmica.
O que é que eles comem? Será que comem mesmo kebabs e falafels ou será que, tal como os chineses nunca ouviram falar de chop-suey nem de porco-doce, eles também comem coisas muito mais estranhas?
Será que a música árabe não passa daqueles sonzinhos pindéricos estilo mil e uma noites ou tem mais que se lhe diga? Espero bem que sim.
Mértola é um sítio muito giro e espero aprender umas coisas sobre a cultura islâmica. Estão todos convidados.

2 comentários:

Joao queiros disse...

Fónix!! só te falta tatuar uma cruz suástica!!! Tás bonito tás!

Pedro disse...

Leste ao menso o que eu escrevi? Dasse. A ideia geral era, eu não sei nada sobre os mmuçulmanos para lá do que nos impingem na televisao e por isso quero aprender mais! O que é que isso tem de nazi?