sábado, maio 05, 2012

Carros a ouro e diamantes?

Como todos sabemos, desde que temos em Portugal um mercado de combustíveis livre os preços têm subido em flecha. A subida é sempre justificada com a subida dos preço do petróleo e dos custos de produção e é obviamente exacerbada pelos impostos abusivos a que o estado taxa os combustíveis.
Que o petróleo seja caro, é chato, mas fácil de aceitar, mais difícil de aceitar é que um países de poucas posses tenha os combustíveis mais caros... mas antes de afirmar isto, convém analisar os preços no resto da Europa. Foi o que o fiz.
Usando dados do Europe's Energy Portal, comparei os preço na União Europeia e a conclusão é clara: temos das gasolinas mais caras da Europa.
Só existem 6 países com gasolina mais cara que a nossa, três países ricos do norte da Europa: Holanda, Dinamarca e Suécia, onde parece natural que o custo deste bem seja mais elevado que no nosso país; e dois países Mediterrânicos: Itália e Grécia. Dir-se-ia que o preço da gasolina está associada à corrupção governamental olhando para os preços absurdos praticados em Portugal, Itália e Grécia... 
Mas comparar simplesmente o preços é demasiado simples. Como dizia acima, é natural que os preços sejam mais inflacionados nos países com nível de vida mais elevado e mais baixos em países mais pobres, também não esperamos que um prato de sopa custe o mesmo em toda a Europa. Por isso, fiz uma outra comparação, vendo o preço da gasolina em relação ao PIB per capita de cada nação (dados do FMI).
Este gráfico dá-nos uma imagem mais clara dos verdadeiros custos da gasolina para os habitantes de que país. E aqui surge-nos um padrão mais óbvio, os países mais pobres aqueles onde custa mais pagar a gasolina. Neste gráfico Portugal sobe para 5º lugar, só 4 países de Leste, com economias frágeis pagam mais pela gasolina em relação ao PIB per capita. Olhando para este gráfico, torna-se absolutamente inexplicavel o preço que pagamos pela gasolina em Portugal. Como podemos aceitar que o custo em relação ao PIB está ao nível das economias mais frágeis da Europa? Isto só pode significar que estamos a pagar a gasolina muito acima do seu custo real. A culpa desta cenário é repartida entre as gasolineiras e o Ministério do Impostos (há muito tempo que deixou de ser um Ministério das Finanças) e é um verdadeiro escândalo nacional!

2 comentários:

NoKas disse...

Eu acho que os tugas do Luxemburgo deviam exportar gasolina para o nosso país! Saía toda a gente a lucrar. Aliás, os luxemburgueses já lucram, a ver pela quantidade de carros com matrícula dos países vizinhos que atestam nas suas bombas... e que levam jerricans no porta bagagem! :p

Pedro Lourenço disse...

Fica um bocadinho mais longe que ir atestar o carro a Badajoz...