terça-feira, julho 14, 2009

Um susto de mulher



Ontem a ver o telejornal finalmente percebi quem me fazia lembrar aquela avózinha que parece que manda num partido qualquer de direita lá no burgo. Quero dizer, não quero insultar o pobre animal, que é divertido e, aliás como todos os burros, de certa forma fofinho.
A tal senhora, cujo o nome até prefiro não escrever, com medo com todos os espelhos aqui de casa se partam no mesmo instante, é... enfim, eu ia dizer cavalar, mas nunca vi nenhum cavalo assim. Enfim, lembro nos meus tempos de adolescente, quando a tal senhora fez a vida negra dos alunos e professores por igual (parece que já toda a gente se esqueceu disso), corria o dito que tinha nos sido enviada por Deus, só que pelo caminho bateu com a cara em todos os ramos de árvores que lhe vieram ao caminho, antes de bater de cara no chão...

Resumindo, pergunto-me: existirá mesmo alguém no seu perfeito juízo que queira, em consciência, ver este rosto a representar Portugal lá fora? Oh valha-nos Deus, já não basta haver portugueses que votam na direita, que desconhecem obviamente a nossa História, quanto mais votar nesta criatura que de tão violentamente asquerosa até me faz esquecer quaisqueres questões ideológicas que pudessem estar envolvidas na próxima eleição...

Tenham juízo, compreendo que haja quem não queira votar no Sócrates... e no PS (o A) mas ainda assim antes votar em branco que votar no PS (B) ou no PS (C) e muito menos no PS(D)!

8 comentários:

Zorze disse...

Estou contigo! Bem imaginado a cena dos (A)(B)(D); não tenho mesmo estímulo para acreditar em ninguém; a mulher mete medo ao susto, mesmo - pelo que pensa e pelo o que aparenta! Abraço, amigo!

Pedro disse...

Sim, não é só pelo que aparenta, o susto aumenta exponencialmente se considerarmos aquilo em que ela acredita!

abraço

Queirosene disse...

Ainda não percebi essa tua aversão ao PS. Não vou aqui escrever porque vou votar PS - porque nem no meu blog tenho tido paciência para isso - mas, mesmo que não acreditasse no programa deste governo, entre votar PC ou BE que não sabem/podem governar ou votar na direita, não hesito votar PS. Não por ser um mal-menor nem por ser um voto útil. Simplesmente porque acho que qualquer pessoa que analise o que foi feito nos últimos anos, com muitos erros é certo e com um primeiro ministro por quem não morro de amores, verá que este governo não é tão mau como dizem. Aliás, o mais curioso, é que as criticas vão mais para a figura do Sócrates do que para a acção do Governo em si. Repito, foram cometidos muitos erros, gostava de ver um PS mais "à esquerda" e 2 ou 3 ministros no olho da rua. E votar em branco não é alternativa (para mim), primeiro porque voto PS convicto, e segundo porque era dar um livre-passe à MFL, que Deus nos livre de ser PM. O que eu gostava de ver aqui, bem sei que dá trabalho e ocupa tempo, é que explicasses essa tua aversão ao PS. Já agora, como sei que és um gajo de esquerda, se quiseres investigar um bocadinho, vê o que foi feito em termos de medidas sociais, tendo em conta que estamos em crise. Mais, acho fascinante como se despreza o maior feito deste Governo (para mim em Portugal desde que me lembro) que foi baixar significativamente o défice. Tens noção do que isso significou(a) para as contas do país? Poderíamos aqui passar horas a argumentar se foi às custas do IVA ou não, as mil e uma virtudes e defeitos deste Governo e do Sócrates, etc. Mas acredito que nem eu nem tu tenhamos paciência nem tempo para isso. Voltando ao princípio: afinal porquê essa tua tão grande aversão ao (ou a este) PS?
Abraço

PS(post-scriptum): não quero estar aqui a fazer campanha nem essas merdas, só quero mesmo perceber essa tua aversão.
PS2: por outro lado, sempre que quiseres, podemos unir esforços para um bota-abaixo do Costa nas Caldas. O gajo está há 24 no poder e vai ficar mais 4. Aí é que devíamos fazer qualquer coisa! Um blogue? Um comunicado? Uma artigo para a gazeta? sugestões?

Queirosene disse...

já agora, se quiseres, lê isto

http://blog.miguelvaledealmeida.net/?p=951

quase que assino por baixo.

Para algo completamente diferente, lê isto também.

http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1391747

Vais gostar. É um bocado longo mas vale a pena, acredita.

Pedro disse...

Olha lá, mas onde é que foste buscar que tenho uma aversão ao PS? A minha versão, já de longa data, é com o PSD, e nasceu de uma adolescencia vivida, como a tua, num país governado pelo Cavaco, e por criaturas como a Manelinha, o Dias "ups esqueci-me dos offshores" Loureiro e afins.

O que eu disse foi que compreendo que haja muita gente que não queira votar no PS, pois a imagem do actual governo não é a melhor, na minha opinião sobretudo por causa da arrogância que o Socrates costuma mostrar, mas também por causa de uma certa campanha de alguns meios de comunicação, sobretudo a TVI que claramente têm objectivos políticos de direita na sua coordenação jornalistica, basta ver o constante histerismo, estilo TV americano, a convencer as pessoas de que vivemos num país muito pior do que temos na realidade.
Em termos político e ideológicos estou de acordo com muitas das medidas do actual governo. Também estou em desacordo com muitas outras, mas no balanço geral é capaz de ter sido um dos melhores governos que tivemos e foi certamente melhor que qualquer governo PSD desde o 25 de Abril . Quanto a votos, ainda não decidi ao certo em quem vou votar, mas é bem possivel que seja no PS. Até é possivel que dependa das sondagens, isso porque eu quero um governo PS no poder, mas quero também uma esquerda forte e, acima de tudo, quero o PCP e o BE bem acima do CDS que, para mim, o mais importante é manter o espectro da extrema-direita bem longe da governação do nosso país.
Se quiseres, le as minhas criticas ao PS como as manias do Manuel Alegre, gosto de ver o debate político a nivel mais ideologico, acima do nivel dos partidos e vejo numas eleições objectivos superiores à escolha de quem governa, também é importante consideral o equilibrio da conjuntura total das forças politicas e aí acredito que o mais importante é, como dizia o tal ministro de que ninguém gostav, "malhar na direita" sempre que possivel.

Pedro disse...

Ah e quanto ás Caldas... não é ser negativo, mas acho que é uma causa perdida... Aliás, aquela mancha laranja do mapa em todas as eleições que correspondem ao distrito de Leiria bem mostra que aquilo é terra de betos, novos ricos e afins, nos somos as ovelhas negras lá da terra.
mas se tiveres alguma ideia brilhante, estilo isso do artigo na gazeta, tou muito disposto a colaborar!

Queirosene disse...

ok, então entendi-te mal. Mil desculpas. Mas já tinha ficado com essa sensação nos nossos últimos convívios nas Caldas.
Quanto ao turco, ideias não faltam, tempo e vontade é que escasseia.
Podíamos raptar o filho e exigir a renúncia de mandato e afastamento total da política em troca do filho. Só não sei é se ele aceitava...

Pedro disse...

Oh pá, parece que não conheces a peça, o gajo queria bem saber do filho, o que lhe interessa é o tacho...