sexta-feira, julho 06, 2007

O Holandês Voador

Ontem fui ver o Pirates of the Caribean 3, que recomendo vivamente a todos. Muito divertido mesmo! Mas fiquei cheio de curiosidade quanto à lenda do Holandês Voador, que foi adaptada de uma maneira bastante original nestes filmes. Andei a pesquisar as origens da lenda e, ao que parece, a história original tem muito pouco que ver com o capitão Davy Jones e o seu coração partido pela traição da sua amada deusa do mar Calypso, dos filmes.
Ao que parece, apesar de existirem possivelmente origens ainda mais antigas para a história, o Holandês Voador original foi o Cpt. Bernard Fokke, capitão holandês do século XVII de quem se dizia ter feito um pacto com o diabo devido à fantástica velocidade com que completava as viagens entre a Holanda e Java. Contudo, a lenda do Holandês Voador surge mais tarde em diversos exemplos de literatura e musica, com o Cpt. Hendrik van der Decken, capitão do De Vliegende Hollander, um brigue holandês do início do sec. XIX, que durante uma tempestade ao largo Cabo da Boa Esperança lançou um desafio aos ventos tempestuosos que lhe dificultam a travessia, dizendo que preferia enfrentar a tempestade até ao dia do Julgamento Final a desistir e levar o barco para um porto. Reza a lenda que o diabo lhe fez a vontade, condenando-o e à sua tripulação a percorrerem para sempre os mares sob terríveis tempestades, enquanto o capitão e o diabo em pessoa jogam aos dados pela alma do capitão.
Assim, o Holandês Voador terá sido avistado frequentemente na história naval, sempre em dias de tempestade, em diferentes partes do globo, sendo a sua presença augúrio de tragédias navais. Mais tarde, algumas adaptações literárias e, nomeadamente, numa ópera de Wagner foi introduzida a ideia, adaptada no filme, que era permitido ao capitão ir a terra uma vez em cada 7, 10 ou 100 anos (dependendo da fonte) para visitar, nuns casos, a sua amada, noutros casos uma qualquer mulher disposta a partilhar o seu destino.

6 comentários:

Paulo disse...

tinha que haver um fokke nisto...

lua de papel disse...

Há versões da lenda que dizem que ele só deixará de aparecer quando encontrar a mulher amada.

Pedro disse...

Essa versão agrada-me :)
E suspeito que até teve um final feliz, porque ele a deve ter encontrado, há mtos anos que ninguém o vê...

Filipe disse...

Jáq vi à uns tempos. O filme está entretenido como dizem por aqui, mas não é nada de especial. Uns efeitos especiais fixes, uma história que já cansa e já se nota os gajos a espremer as ideias para conseguirem ocupar o tempo de duração. Enfim, um conceito giro que no volume 3 já começa a ser cansativo. Espero sinceramente que não haja um 4º.

Pedro disse...

Não concordo Filipe, achei o 3 bem melhor do que o 2 e a personagem do cpt. Jack Sparrow é simplesmente brilhante. Basta um olhar do gajo para toda a gente no cinema se partir a rir...

Lua de Papel disse...

Coitado, deve estar a tomar conta das crianças e da sogra! :-)