sexta-feira, agosto 05, 2011

A medusa de Madagascar

É uma questão de escala, as imagens de satélite conseguem mostrar-nos um estuário numa única fotografia. Mas a natureza é óptima a criar formas e o resultado pode ser igual a olharmos para nuvens e vermos cavalos, extraterrestres ou uma casa. Neste caso, a foz do Betsiboka, o maior rio de Madagáscar que desagua na baía de Bombetoka, no Noroeste do país, parece uma medusa. O estuário forma os tentáculos gelatinosos devido aos sedimentos avermelhados que vêm das zonas montanhosas durante as temporadas mais chuvosas. A fotografia, tirada a 17 de Setembro de 2010, é do satélite japonês ALOS e foi disponibilizada pela Agência Espacial Europeia.

1 comentário:

R disse...

é fantástico!