sexta-feira, janeiro 02, 2009

Médio Oriente - uma a fantochada para Inglês fazer que não vê

Alguém me explique por favor: porque é que um pequeno rocket que nem mortes causa em Israel é um veículo de terror islamico sobre a população Israelita, enqunto uma campanha aérea a toda a escala contra a população civil da Faixa de Gaza que já causou mais de 400 mortos é uma resposta talvez um pouco exagerada de um estado soberano que procura proteger os seus cidadãos?
Posso ser eu, mas parece-me que é esta a mensagem que os meios de comunicação passam ao dar notícias do habitual e continuado genocídio do estado Israelita contra a população dos territórios palestiniados ocupados.
E uma pergunta de talvez mais dificil resposta: será que algum dia as Nações Unidas vão reconecer o terrível erro histórico em que caiu ao criar contra toda a lógica e racionalidade o estado de Israel no meio de um Medio Oriente árabe ainda mal recuperado de mais um exemplo de uma trágicamente mál-amanhada descolonização europeia?

Pessoalmente não tenho nada contra judeus, nem tão pouco contra muçulmanos, ou cristão, são todos por igual vitímas das seculares mentiras das três grandes (nunca percebi bem porque não são só uma, afinal sempre trabalharam em conjunto contra o bem da humanidade) religiões monoteístas. Mas parece-me óbvio que enquanto se mantiver artificialmente um estado judaíco encravado em terras árabes e a oprimir os povos não-judaícos locais, o Médio Oriente nunca conhecerá a paz.

Pensando bem, será que não era este o plano dos governos das grandes potencias mundiais desde o início? Afinal não começava nessa altura o petróleo a ser o Ouro Negro da economia mundial? E não é a mais velha verdade do mundo económico e financeiro que nada trás lucros iguais aos de uma boa guerra? Que dizer então dos bebenificios que para alguns todos poderosos barões do petróleo pode trazer uma guerra sem fim na região geográfica de onde vêm 3/4 de todo o petróleo...

4 comentários:

Anónimo disse...

Se conseguires, tenta ver pela Al-Jazeera, em ingles, pelo menos nao sao tao condicionados.
Ju

Inês disse...

Concordo inteiramente. Aliás, nem é necessário saber nada de estratégia militar para perceber a diferença entre um míssil lançado de um avião e um rocket de fabrico artesanal! Os media estão entre os maiores criminosos, que continuam a manter os povos na ignorância. Sempre assim foi e assim continuará a ser enquanto o imperialismo dominar.

Filipe disse...

Eu já tou por todas. Que se matem todos uns aos outros e puta que os pariu. Tenho demasiados problemas pessoais para me estar apreocupar com esses gajos que só querem matar-se à força toda.
Solução: Deixá-los.

Ju disse...

Ó Filipe! Mostra que és o gajo que eu conheci na faculdade, inteligente e não rancoroso...